Reciclagem AP

Forum destinado a reuniões, planos e actividades do Grupo da Reciclagem de AP.


    Tudo sobre o vidro

    Compartilhe
    avatar
    Marcelo
    Admin

    Mensagens : 20
    Data de inscrição : 24/11/2008

    Tudo sobre o vidro

    Mensagem  Marcelo em Qua Nov 26, 2008 10:36 am

    Reduzir

    Ao longo dos anos, as fábricas de vidro conseguiram reduzir significativamente a quantidade de vidro necessária para produzir uma garrafa. Estes processos consistem em reduzir a espessura das paredes da embalagem, melhorando o seu “design” de forma a que a garrafa tenha a mesma resistência com menos consumo de matéria-prima e de energia.

    São chamadas tecnologias do vidro leve, que se traduzem em grandes benefícios para o meio ambiente: poupança de matéria-prima e de combustíveis para os fornos de fusão.



    Reutilizar

    Muitas das embalagens de vidro são reutilizáveis. Por outras palavras, depois de consumir o produto, o consumidor leva-as de volta para a loja ou supermercado que, por sua vez, devolve todas as garrafas à fabrica de engarrafamento. Deste modo, a mesma embalagem é usada várias vezes, o que significa que essa garrafa só se transforma em resíduo depois de várias utilizações.

    A reutilização é, por isso, uma forma de poupar matérias-primas e energia. Todavia, a embalagem reutilizável obriga a que esta tenha que ser mais resistente, tenha que ser transformada vazia e tenha que ser lavada antes de nova utilização. O que obriga deste modo a fábrica a ter sistemas de tratamento de “águas residuais” e de resíduos.

    Por todas estas razões, a embalagem reutilizável é uma opção viável quando os circuitos de recuperação e distribuição não envolverem distâncias muito grandes e custos muito elevados.


    Reciclar

    Todas as embalagens de vidro são recicláveis, quer se tratem de garrafas reutilizáveis que já fizeram várias viagens, quer se trate de garrafas sem retorno.

    A reciclagem do vidro começa com os consumidores. Em vez de deitarem as garrafas de vazias no lixo, devem ditá-las no vidrão. O “vidro velho” depositado nos Vidrões chama-se “casco” e é recolhido por muitas Câmaras Municipais para ser vendido às indústrias vidreiras. Desde modo, não só se diminui o volume e o peso dos resíduos domésticas a tratar, como se gera mais uma fonte de receitas para as Autarquias. O “vidrão” é um contentor que deve ser usado exclusivamente para as embalagens de vidro. Para que a reciclagem seja bem sucedida, os consumidores não devem colocar no “vidro” outros materiais ou objectivos, tais como metais, plásticos, pedras, louças, lâmpadas, vidros de janelas ou espelhos, restos de comida, papéis, etc.


    Em Portugal já se recicla cerca de 30% do vidro usado. É uma taxa de reciclagem muito boa, que ainda pode ser aumentada. Isso depende de todos nós: o vidro é no vidrão!



    Vantagens da reciclagem do vidro

    A partir de uma tonelada de casco, pode produzir-se uma tonelada de vidro novo. Trata-se de um rendimento de 100 %, logo uma situação extremamente favorável à indústria do vidro de embalagem. Para obter a mesma quantidade de vidro a partir de matéria-prima seria necessário 1,2 toneladas da mesma.

    Por cada 10 % de casco adicional que é introduzido num forno, obtém-se 2,5 a 3 % de poupança no consumo de energia. Caso fosse possível obter casco em qualidade e quantidade suficiente, para ser 100 % o valor de incorporação deste num forno, então a poupança seria de 25 a 30 %. É de salientar que as fábricas de vidro de embalagem existentes em Portugal (algumas delas bastante antigas) possuem de um modo geral a melhor tecnologia disponível internacionalmente, pois caso contrário não teriam capacidade competitiva.


      Data/hora atual: Sab Nov 18, 2017 5:49 pm